Áudios da doutrina do Santo Daime
Referente a hinários, depoimentos e outros momentos históricos da nossa doutrina.

 
 

Palestra do Mestre Irineu
Gravada em 1963 por Wilson Carneiro.

Mestre Irineu - foto divulgada por Altino MachadoRodrigo Tavares [1] - A Família juramidam / Maio de 2008

É com muita satisfação que o site A Família Juramidam vem publicar o áudio de uma palestra, feita pelo Mestre Irineu, e que chegou a este site através do carinho e da boa vontade de Mivan Gedeon.

Anos atrás, quando li no depoimento do Jairo da Silva Carioca da existência de uma palestra gravada do nosso Mestre, fiquei com o coração mais leve. Sabia que esse repositório da nossa história poderia nos trazer muitas alegrias, a começar por ouvir a voz deste que é o motivo de estarmos todos reunidos a tomar Daime. De certa forma é como conhecê-lo em matéria. Mas nunca imaginei que esse sonho se tornaria realidade tão cedo.

É bem verdade que a fita está deteriorada pelo tempo, mas se tem com clareza o tom de sua voz, do seu discurso. Outro detalhe importante é que ao seu final podemos ouvir alguns hinos, e até o maracá, este tão valioso e ao mesmo tempo contraditório instrumento da doutrina, e que hoje poucos poderiam realmente dizer ao certo: “era assim”. Fato é que no áudio podemos ouvir com clareza o ritmo do salão, a batida dos maracás e o ambiente em que nossa doutrina atingiu sua maturidade ritual, nos últimos anos de vida de Raimundo Irineu Serra. De valor inestimável.

Portanto, é de nosso sincero desejo que este áudio venha trazer o conforto devido a todos aqueles que seguem este caminho, esta doutrina, este líder que um dia veio nos colher para fazer parte das fileiras do batalhão da Rainha da Floresta, a Virgem da Conceição.

Mivan Gedeon nos conta um pouco da história desta fita, e de como ela chegou as suas mãos.

“O Daime não é para a guerra”

Mestre IrineuMivan Gedeon [2]

Para a nova geração de daimistas e de simpatizantes da doutrina do Santo Daime que não conheceram o Mestre Irineu, ouvir sua voz seria um privilégio alcançado unicamente em estado de “miração”. Diria que tal exclusividade caberia a poucos. Mas graças à tecnologia, não tão eficientes como as de hoje, agora todos terão esse privilégio.

Quando fui ao Rio Branco (AC) em maio de 2005, procurar informações de tudo que envolvia o maranhense Raimundo Irineu Serra, não imaginava achar tanta coisa. Por meio do seu Daniel Serra, meu anfitrião na cidade, fui apresentado ao videomaker Antônio Macedo, autor do documentário “Lua Branca” (disponível no youtube.com).

Para todos que passam pela Vila Raimundo Irineu Serra, o famoso Alto Santo, em busca de informações sobre a doutrina do Santo Daime e de seu fundador, bater na porta da casa de Macedo é imprescindível. Para minha surpresa, ele não só me forneceu informações, mas me entregou fotos inéditas, documentos (alguns apresentados aqui no site A Família Juramidam), hinos, entrevistas em vídeos e um precioso material - o registro em áudio da voz de Irineu Serra.

A fita foi gravada pelo seu Wilson Carneiro em 1963. Era dia 30, não me informaram o mês, mas se tratava de um trabalho de concentração. Na ocasião, estava acontecendo alguns desentendimentos entre os irmãos do Centro de Iluminação Cristã Luz Universal (CICLU). Então, neste dia, Mestre Irineu resolveu dar conselhos a sua irmandade.  Entre os presentes estavam: Daniel Serra, Wilson Carneiro (responsável pela gravação do áudio), dona Dália, dona Percília, Júlio Carioca e sua esposa Lourdes Carioca, Francisco Grangeiro, João Nica (na época secretário do CICLU) e Peregrina Gomes (esposa de Irineu).

Infelizmente, a gravação original se perdeu, ficando apenas uma cópia tosca e de qualidade duvidosa, na qual há de se esforçar para entender alguma coisa. Mesmo assim, um primor! A fita tem quase meia hora de gravação (28:52) e só após os 17mim de áudio pode-se arriscar algum palpite do que o Mestre estava falando a seus discípulos.
Segundo dona Dália, a frase que frisou na memória daquele dia foi: “A casa que não tem pai, meu Daime não é capaz de entrar”. Em outro trecho (20:29) ouve-se: “O Daime não é para a guerra... O Daime é (não entendi)... O Daime é (não entendi).... O Daime é ciência.”.  Outra frase audível é: “A paz o Daime lhe dará”. Entre as palavras e frases soltas, as mais possíveis de se entender, estão: “Deus”, “Poder de Deus”, “Designo de Deus”, “Daime”, “A Luz do Daime”, “Amizade”, “Amigo”, “Liberdade”, “Justiça”, “Ordem”, “Paz”, e por aí vai...

Sua voz não tinha um tom grave como muitos imaginam. Segundo as pessoas que conviveram com ele, entre eles seu sobrinho Daniel Serra, “era uma voz mansa, pausada, nem tão grave nem tão aguda”. No final da fita, no trecho 23:30, percebe-se que não é mais o Mestre que está falando. O áudio é encerrado com quatro hinos (uma marcha e três valsas), até então desconhecidos aos meus ouvidos (24:07 - trecho em que começa os hinos).

Bom estudo!

É importante lembrar que o terceiro vídeo está com o aúdio em melhores condições - podendo-se reconhecer algumas palavras - inclusive apresentando alguns hinos, sendo cantados ao final.

Parte 1

 

Parte 2

 

Parte 3

 

 

 

Áudio do Mestre
Arquivo mp3 para download 

***

[1] Rodrigo Borges Conti Tavares é formado em Comunicação Visual pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, sendo o idealizador e mantenedor do website A Família Juramidam, onde se dedica aos estudos da doutrina, em especial as raízes.

[2]
Mivan Gedeon é jornalista, vídeo-documentarista e atual secretário do Centro de Iluminação Cristã Estrela Brilhante Raimundo Irineu Serra (CICEBRIS - São Luís /MA), que tem como dirigente seu Daniel Arcelino Serra.