Documentos Históricos da doutrina do Santo Daime

 
Ata da primeira reunião de assembléia,
do “Centro de Iluminação Cristã Luz Universal”.
 
Clique nas imagens para ver as três páginas do documento, redigido por João Rodrigues Facundes, secretário do CICLU na época, sendo que a terceira é relativa as assinaturas dos empossados. Abaixo o texto transcrito, na íntegra.
 
Ata - página 1/3Ata - página 2/3Ata - página 3/3 (assinaturas)
 
Ata do CICLU
para o ano de 1971
página 1/3
Ata do CICLU
para o ano de 1971
página 2/3
Ata do CICLU
para o ano de 1971
página 3/3 (assinaturas)
 
 

Aos vinte e sete dias do mês de janeiro do ano de mil novecentos e setenta e um, na localidade denominada Alto Santo, sito à Colônia "Francisco Custódio Freire", às vinte horas, no salão principal do prédio que até então vinha servindo de séde da anterior entidade intitulada Centro Livre, oficialmente e, sob a presidência do venerando Mestre Raimundo Irineu Serra, teve lugar a primeira reunião de Assembléia, destinada à promulgação oficial da fundação do "Centro de Iluminação Cristã Luz Universal" (CICLU) sociedade autônoma, com função Cristã, social, cultural e cívica, com base jurídica, e responsável por suas específicas diretrizes de caráter privado, momento solene em que, Mestre Raimundo Irineu Serra, após haver submetido o Estatuto do aludido centro, à apreciação geral, consoante assim se lhe é atribuído legalmente, e ter singularmente atingido a sua unânime aprovação, foi o mesmo, merecidamente aclamado "Mestre Imperador", tendo, de imediato, e de comformidade com o que é facultado em o capítulo XII, letra L, do artigo 22, do Estatuto dêste movél Organismo Eclético, passado a nomear e, consequentemente empossando nos específicos encargos de titulares do Conselho Superior, e comunitário, respectivamente, os membros: - Conselho Superior – Constituição – Mestre Imediato: Leôncio Gomes da Silva; Conselheiro: José Francisco das Neves Júnior; - Conciliares – na classe de provectos: Antônio José Rodrigues; - na classe de noviços: José Lima da Silva; na classe de leigos: Luiz Mendes do Nascimento; na classe de conciliares-beneméritos: Emílio Furtado Mendonça e, finalmente, na de beneméritos – provectos: Percília Matos da Silva.

Conselho Comunitário – Constituição – Dignatário: Raimundo Irineu Serra; Presidente: Daniel Arcelino Serra; Monitor: Francisco Grangeiro Filho; Gestor: João Gualberto Serra; Secretário: João Rodrigues Facundes; Tesoureiro: Peregrina Gomes Serra; e Zelador: Júlio Chaves Carioca. – A seguir, o senhor Mestre Imperador, Raimundo Irineu Serra, em breves palavras, disse da indiscritível alegria de que se achava possuído, ente o momentoso alcance da concretização do seu luminar ideal, naquela magnífica acasião, por sí já largamente definido, sob a égide do divino poder, e as bençãos da Virgem e soberana Mãe Nossa Senhora da Conceição. – Facultada a palavra, pelo Snr. Mestre Imperador, dela fizeram uso o Conselheiro José Francisco das Neves Júnior, e o Conciliar Luiz Mendes do Nascimento, os quais, vivamente emocionados, parabenizaram Mestre Raimundo Irineu Serra, pelo especial evento que, em tão excelente hora vinha de se concretizar, fruto inexpressível de sua hércula força de vontade de tudo fazer em prol da humanidade em geral, e para o alcance de cujo esplendoroso exito, de há muito vinha, Mestre Raimundo Irineu Serra, contando com o indispensável apoio, ilimitada confiança dos valorosos e ilustres homens do bem, e o singular resguardo das principais autoridades do nosso mais novo Estado da Federação Brasileira. – Nada mais havendo a tratar, o senhor Mestre Imperador, Raimundo Irineu Serra, deu por encerrada a presente reunião que, para satisfação geral, contou com a presença de elevado número de associados, e pessôas gradas, especialmente convidadas. – E, para constar, foi lavrada a presente ATA que, depois de lida e achada conforme, vai, no seu final, assinada pelo senhor Mestre Imperador, Raimundo Irineu Serra, e demais membros nomeados e empossados nos Conselhos em referência a, e por mim, João Rodrigues Facundes Secretário dêste movél Centro, que, a escrevi, dato e assino.

Rio Branco, 27 de janeiro 1971.