A Família Juramidam - fotos históricas da doutrina do Santo Daime
 
 
Mestre e a Irmandade Reunida na Sede Feita de Madeira e Cavacos
Foto do livro "Eu Venho de Longe", de Paulo Moreira e Edward MacRae (capa)

Sede de Serviços do Início da Década de 1960

Mestre Irineu e a comunidade reunida diante da Sede de serviços da doutrina do Santo Daime, feita de madeira e telhas de cavaco, na década de 1960, no Alto Santo. Dona Peregrina Gomes Serra está à direita do Mestre. Como curiosidade, as fardas já apresentam as mudanças que o Mestre trouxe do Maranhão, como a coroa feminina e a palma masculina, esta última usada inicialmente somente pelo Mestre e Zé das Neves. Essa Sede de serviços foi construída no mesmo lugar onde fica a sede atual, perto do açude, que hoje é feita de alvenaria e que passou por várias modificações desde quando foi inaugurada, na véspera do Dia de São João, em 23 de junho de 1960*. A estrutura original, da foto, era toda feita de madeira, com as características telhas de cavaco - confeccionadas pela própria comunidade com madeira de maçaranduba -, com telhado de quatro águas e com uma varanda que circundava o salão central.

*As datas não são precisas, já que existem fotos da comunidade reunida diante dessa mesma sede, com o Mestre Irineu ao lado de Dona Peregrina, ainda com a farda anterior à viagem do Mestre ao Maranhão, portanto, entre 1956 e 57. Mesmo após a construção da sede com telhas de cavaco, trabalhos ainda eram feitos na antiga sede e residência do Mestre [o atual Memorial].

De acordo com os seguidores mais antigos, além de ser a Sede de serviços da doutrina, a construção também abrigou a "Escola Cruzeiro". Como relata o livro "Eu venho de Longe", de Paulo Moreira e Edward MacRae,

Através de seus contatos políticos, Mestre Irineu conseguiu, durante o governo de Kalume, recursos para a construção de uma escola de primeiro grau em sua comunidade. Um pouco antes da ascensão desse mandatário, Mestre Irineu já tinha implantado, dentro da própria sede do Daime, a escola “Cruzeiro”. A iniciativa fora uma ideia conjunta dos professores João Rodrigues Facundes, Percília Matos e Francisco Matos. Mestre Irineu incentivou a proposta por acreditar que possibilitava uma maior qualificação aos moradores da região, até então em sua maioria, pouco alfabetizados. A escola ministrava o ensino da primeira à quarta série. Com a ajuda de Kalume, a escola ganhou uma nova sede própria, erguida dentro das terras do Alto Santo.

Ao longo das décadas, Mestre Irineu construiu várias Sedes da doutrina, dentre elas a primeira, ainda na Vila Ivonete; o galpão de palha do Alto Santo, que foi a primeira sede de fato, separada da casa, e posteriormente a sua própria casa no Alto Santo, no início da década de 50, que serviu de Sede durante muitos anos. As iniciativas eram sempre feitas com o material retirado da floresta e com os próprios recursos do Mestre, ajudado também pelas coletas dos arraiais comunitários e pelo trabalho em regime de mutirão. "Ele terminava aqueles mutirões e chamava aqueles que ele sabia que não podia lhe dar um dia de serviço e pagava. Tinha consciência de quem podia lhe ajudar e de quem ele podia ajudar", relata dona Peregrina Serra.

A sede de cavacos foi depois demolida e construída no mesmo local uma Sede nova, de alvenaria, varanda de madeira e coberta com telhas de alumínio, inaugurada no Dia da Nossa Senhora da Conceição, em 7 de dezembro de 1969. Foi a última sede construída com o Mestre em vida.