Correi Pra Onde Tem Sombra
Mestre Gabriel e a 'Chamada do Daime'

 

 

O Norte do Brasil viu o surgimento de três doutrinas ayahuasqueiras no início do século 20, doutrinas cristãs reveladas a partir da bebida milenar de origem indígena. Em 1930, Mestre Raimundo Irineu Serra deu início aos trabalhos de Daime em Rio Branco, no dia 26 de maio. O ano de 1945 viu o surgimento do Centro Espírita e Culto de Oração Casa de Jesus – Fonte de Luz, popularmente conhecida como "A Barquinha", quando Daniel Pereira de Mattos, discípulo e conterrâneo do Mestre Irineu, entre os anos de 1937 e 1945, recebeu do Senhor São Francisco das Chagas a Missão de fundar uma Doutrina. No ano de 1961, o baiano José Gabriel da Costa entra em contato com a ayahuasca e funda a sua doutrina a partir de uma revelação mística. Surge o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal. [resumo / edição do texto de Juarez Duarte Bonfim].

Até recentemente, não era amplamente reconhecido o fato de que o Mestre Gabriel teria tido contato com as linhas ayahuasqueiras de Rio Branco, mas os relatos contam que Mestre Irineu e Mestre Gabriel não só sabiam da existência um do outro como eles chegaram a ter contato através de um emissário, como narra Edson Lodi Campos Soares.


Mestre GabrielJosé Gabriel da Costa nasceu em uma numerosa família de treze irmãos, no ano de 1922, no município de Coração de Maria, próximo à Feira de Santana/BA, sendo filho de Manuel Gabriel da Costa e de Prima Feliciana da Costa. Seus parentes contam histórias indicando que, desde pequeno, José Gabriel da Costa já se destacava como alguém especial. Em 1944, integrou o "exército da borracha" e foi para Rondônia, trabalhar como seringueiro. Casou-se com Raimunda Ferreira da Costa, conhecida como "Pequenina", em 1947.

De 1950 a 1958, o Mestre e sua família foram e voltaram dos seringais a Porto Velho, por três vezes. Na terceira vez, quando se preparavam para voltar ao seringal, Mestre Gabriel disse à esposa e aos filhos que, juntos, iriam encontrar um tesouro. Em 1959, no Seringal Guarapari, José Gabriel da Costa bebe o Vegetal, pela primeira vez, recebendo-o das mãos de um seringueiro chamado Chico Lourenço. Mestre Gabriel sempre demonstrou respeito e consideração àquele que proporcionou o seu reencontro com o tesouro que afirmou, posteriormente, conhecer a milhares de anos.

Na data de 22 de julho de 1961, é criada a União do Vegetal, religião cujo nome é de autoria de Mestre Gabriel. Até então, o chá era denominado de diversas maneiras, entre elas Cipó, Yajé, Mariri e Daime.

Com relação ao Daime, consta que havia, na região de Porto Velho, um grupo ligado ao Mestre Irineu, liderado por um senhor chamado Virgílio. O Mestre Gabriel mantinha boas relações com o Sr. Virgílio, tendo participado de sessões, juntamente com alguns de seus próprios discípulos, em mais de uma ocasião. Também recebeu visitas de participantes daquele centro, tendo feito, inclusive, uma chamada em ocasião, na qual realizou uma sessão da União do Vegetal utilizando um "daime", recebido de presente. Essa chamada recebeu o nome de "Correi pra onde Tem sombra", e faz parte do acervo de cânticos utilizados em nossos rituais.

Mestre Gabriel e Mestre Irineu desencarnaram no mesmo ano, em 1971. Como gesto de amizade, Dona Peregrina, viúva do Mestre Irineu, conhecida carinhosamente como Madrinha Peregrina, chegou a ir a Porto Velho, em visita à nossa Mestra Pequenina, viúva do Mestre Gabriel.

Edson Lodi Campos Soares - Coordenador de Relações Institucionais da UDV - Revista das Comunidades Ayahuasqueiras / Fundação Garibaldi Brasil (Acre).

 

Mestre Gabriel

Mestre Gabriel, em frente à casa onde morava, na Rua Abunã, em Porto Velho.
Ali prosperou a UDV (Blog Diversidade Religiosa)

 

Abaixo a explicação da chamada em transcrição de áudio de autoria desconhecida. De acordo com o depoimento, o seguidor é contemporâneo do Mestre Gabriel e testemunha do acontecimento.

Eu quero dar uma explicação a respeito da chamada "Correi Pra Onde Tem Sombra", que eu sempre tinha essa chamada como a "Chamada do Daime", mas o Conselho da Reavaliação esta confirmando que o nome é "Correr Pra Onde Tem Sombra", que nós estávamos em uma sessão, de dia, na Olaria, com o Mestre Gabriel, e chegou, naquele momento, o Guilherme, que era um discípulo do Mestre Irineu, trazendo na mão um litro de Vegetal, e chegou e entregou para o Mestre Gabriel, dizendo que estava trazendo um litro de Santo Daime para o Mestre Gabriel, um litro de Daime para o Mestre Gabriel. E o Mestre Gabriel pegou esse litro de Vegetal e distribuiu com todos nós, e nós bebemos. E, nessa sessão, ele fez a chamada:

Correi pra onde tem sombra
Pedi a quem tem pra dar
Não peça a quem nunca teve
Mesmo que tenha, não dá
É a força superior
A quem devemos pedir
Dai-me força, dai-me luz
Dai-me o Divino amor
Dai-me paciência
Dai-me o Divino amor
Dai-me obediência
Dai-me o Divino amor
Dai-me a saúde perfeita
Dai-me o Divino amor

***