Decreto de Serviço da doutrina do Santo Daime
Ditado por Raimundo Irineu Serra e escrito por Percília Matos da Silva
 


 

Centro de irradiação Mental Luz Divina
Decreto de Serviço para o ano de 1970

O Presidente do centro de Irradiação Mental Luz Divina, senhor Raimundo Irineu Serra, usando de suas atribuiçoes legais, decreta:

1- Estado maior, ficam definitivamente obrigados os membros desta casa a manter o acatamento e a paz da mesma, normalizando assim, a sinceridade e o respeito com seu próximo. Não se pode negar que, em qualquer carreira, arte ou profissão que se escolha na vida, só chegará ao ponto culminante se á mesma entregar-se de corpo e alma. Esta é a regra que exerce a Ciência Divina.

2- Todos pais de familia devem criar dentro do próprio lar um centro de paz e harmonia, esposo e esposa devem tratar-se com dignidade e respeito, incluindo as petalas desse amor, no mais firme proposito do futuro e da felicidade.

Todos pais de familia devem ser um professor exemplar para os seus filhos, dentro do seu proprio lar, nunca devem pronunciar palavras que possam prejudicar o conceito da criança, ensinar aos seus filhos quais sãos os direitos de um cidadão brasileiro, tratar bem ao seu próximo, desde o mais graduado até o mais humilde, ensinar quais são os direitos religiosos, que deve respeitar a Deus sobre todas as coisas, rezar todos os dias para afastar os males, a doenças e as dificuldades, etc.

3- Dentro do estado maior, não pode haver intrigas, ódio, desentendimento, por mais insignificantes que sejam. Todos que tomam esta Santa Bebida não devem só procurar ver belezas e primores e sim corrigir seus defeitos, formando assim, o aperfeiçoamento da sua propria personalidade, para poder ingressar neste batalhão e seguir nesta linha. Se assim fizerem, poderão dizer "sou irmão".

Dentro desta igualdade todos terão o mesmo direito, e em casos de doenças será expressamente designada uma comissão em beneficio do irmão necessitado.

4- Nos dias de Trabalho: todos que vierem a procura de recursos fisicos, morais e espirituais devem trazer consigo sempre uma mente sadia, cheia de esperanças, implorando ao infinito e eterno Espirito do Bem e a Virgem Soberana Mãe criadora que seja concretizados os seus desejos de acordo com seu merecimento.

Para iniciar nossa meditação: Depois da distribuição do daime, todo irão colocando-se em seus receptivos lugares, com exeção das senhoras que tem crianças, as mesmas deverão primeiramente agasalhar seu filhos.

Continuando nossa meditação: Ao chegar a hora do intervalo, ao efetuar-se a primeira chamada, todos deverão colocar-se em forma, tanto o batalhão masculino quanto o feminino, pois todos tem a mesma obrigação. A verdade é que o Centro é livre, mas quem toma conta deve dar conta. Ninguem vive sem obrigação e quem tem obrigação tem sempre um dever a cumprir.

A disciplina-meta não pode ser aprendida em livros, tudo depende do nosso proprio eu, só a experiencia nos traz realização. O poder da existencia Divina nos mostra igualmente o contato da nossa evolução individual no plano terreste em relação ao plano superior. Além disso é nos dado saber que existem em nossa mente atrações superiores e inferiores. O Conhecimento elementar nos leva a mudança completa de todos os nossos valores, dos habitos e compreenção mútua, relativamente com os exames da nossa própria consciência. Existem em nossa mente um conjunto de atrações superiores e inferiores, esta atração, posta em pratica diariamente trará um desenvolvimento capaz de produzir os resultados mais altruísticos, isto dependendo da nossa consciência, se praticarmos o bem, o bem nos conduzirá e se praticarmos o mal, é claro, só podemos ser derrotados. Se assim fizermos estaremos marchando para o caminho da perfeição e em busca de novas realizações.

Ficará assim declarado, doravante o irmão ou irmã que, por força de incompreenção, não cumprir fielmente com os deveres acima citados, resolvendo enveredar pelos caminhos contrarios, pela primeira falta, será chamado a um conselho, pela segunda falta, será suspenso por trinta dias e, se continuar, será eliminado definitivamente.

Assinado: Raimundo Irineu Serra.

***

 
Esse decreto foi ditado pelo Mestre, e quem passou no papel para Ele foi dona Percília, filha adotiva do Mestre e Zeladora da Doutrina e do Hinário "O Cruzeiro", cargo este entregue a ela pelo próprio Mestre antes Dele fazer a passagem. Existem outros decretos que o pessoal se baseou nesse para deixar mais atual. Mas esse é o original deixado por Ele (Silmara Camargo - CRF - Centro da Rainha da Floresta / São Paulo).
 
Essa palavra decretada pelo Mestre Irineu funciona como um Regimento Interno da Doutrina do Santo Daime. É lida em todos os trabalhos de concentração nos dias 15 e 30 de cada mês, onde toma se o Santo Daime, lê-se o decreto, concentra-se mais ou menos em torno de uma ou duas horas, lê-se o Decreto novamente, canta-se os Hinos Novos, faz as preces finais e o Presidente encerra o trabalho.
 
 
A mesa de trabalhos do Mestre