LEÔNCIO GOMES DA SILVA
"O Presidente"
 

 

Leôncio Gomes da SilvaLeôncio Gomes da Silva, em vida, foi uma pessoa bastante humilde. Residia próximo à residência do Mestre Irineu Serra. Trabalhava de comerciante e possuía um automóvel que servia de transporte para o próprio mestre Irineu quando o mesmo necessitava fazer alguma viagem para distante.

De acordo com a dona Adália Gomes, era o Sr Leôncio Gomes da Silva quem cuidava de tudo que era relacionado a valores do Mestre Irineu Serra. Era no seu comércio que o Mestre Irineu fazia a feira para sua residência (dos produtos que não tinha em seu roçado). Tinha ao seu redor a amizade de todos os irmãos da Doutrina daquela época. Não se conhece, até os dias de hoje, algum irmão que diga que Leôncio Gomes da Silva possuía alguma discórdia com algum irmão.


Sabia lidar com todas as situações. Fosse para resolver uma intriga entre irmãos, fosse para aconselhar um casal que estivesse em confusão, enfim, não tinha problema que o mesmo não fosse incumbido pelo mestre de resolver. Pois estas qualidades, esse dom, diz dona Adália, ele herdou do pai dele, o Sr Antônio Gomes da Silva. Diante dessas características foi que o próprio mestre achasse na pessoa dele o homem de confiança para presidir os trabalhos na sede na sua ausência. Então, faltando poucos anos para o mestre fazer sua passagem para o mundo espiritual, em reunião na sua residência, deixou bem claro perante aos irmãos e irmãs da época que os trabalhos na sede iriam ser presididos pelo o Sr Leôncio Gomes da Silva.

Daí foi que todo o tempo em que o Mestre Irineu, ainda em vida, não ia para os trabalhos no Centro, era o Sr Leôncio Gomes da Silva que presidia os mesmos. Dona Adália diz que foi a maneira de ser do Sr. Leôncio que fez com que o Mestre lhe confiasse tão importante função de presidir os trabalhos espirituais no Centro. Pois era uma pessoa calma e educada. Quem chegasse à sua residência com mau humor saia sorrindo e cantando.

Depoimento colhido pelo Sr. Guido Carioca da Sra. Adália de Castro Grangeiro, no dia 4 de fevereiro de 2011, e postado em redes sociais pela dona Nazaré Grangeiro.

***

Leôncio Gomes da Silva foi um dos filhos de Antônio Gomes, chegando jovem com a família na missão de Irineu Serra, por volta de 1938. Pertenceu à comissão de cura na época do Mestre e não recebeu hinos. No hinário do falecido Tetéu, ele é o “Presidente” a que se referem os hinos, devido a grande amizade entre os dois seguidores. Tanto é que Tetéu seria o sucessor de Leôncio, dirigindo o centro por apenas curto período. Depois do Tetéu, a presidência ficou a cargo da dona Peregrina e do irmão do Leôncio, Raimundo Gomes, que faleceu em 1981, sendo com isso a dona Peregrina Gomes Serra a presidente da doutrina até os dias de hoje.

***